EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Pelo menos cinco mortos após bombardeamentos russos nas regiões de Donetsk e Kherson

Militares ucranianos procuram um alvo com um lançador de mísseis de defesa aérea Stinger dos EUA na linha da frente na região de Zaporizhzhia, Ucrânia, terça-feira, 28 de maio
Militares ucranianos procuram um alvo com um lançador de mísseis de defesa aérea Stinger dos EUA na linha da frente na região de Zaporizhzhia, Ucrânia, terça-feira, 28 de maio Direitos de autor Andriy Andriyenko/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Andriy Andriyenko/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ataques aéreos a Selydove, na região de Donetsk, fizeram dois mortos, um deles um rapaz de 13 anos. Rússia terá usado também bombas áereas altamente explosivas na investida sobre o distrito de Beryslavs'kyi, na região de Kherson, matando três pessoas.

PUBLICIDADE

Pelo menos cinco pessoas foram mortas na sequência de ataques aéreos russos em localidades das regiões de Donetsk e Kherson na Ucrânia.

A Rússia intensificou os ataques contra as zonas controladas pelos ucranianos no sul da região de Donetsk. Nas últimas 48 horas, pelo menos duas pessoas morreram após um bombardeamento numa zona residencial em Selydove.

Segundo o Serviço de Emergência da Ucrânia, as vítimas mortais incluem um rapaz de 13 anos, cujo corpo foi encontrado debaixo dos escombros, e um homem de 53 anos.

Na mesma região, as forças russas também atingiram a aldeia de Oleksijevo-Druzhkivka, ferindo sete pessoas e danificando mais de uma centena de casas.

A aldeia fica a cerca de 12 quilómetros de Kramatorsk, uma das principais cidades de Donetsk ainda nas mãos dos ucranianos.

A Rússia terá efetuado o ataque com bombas aéreas altamente explosivas.

Três mortos em ataque a Kherson

As mesmas armas terão sido usadas na investida sobre o distrito de Beryslavs'kyi, na região de Kherson, onde três pessoas foram mortas e várias outras ficaram feridas, incluindo voluntários franceses.

De acordo com as autoridades locais, a Rússia está a aterrorizar propositadamente a população, lançando ataques mesmo em povoações que já foram gravemente danificadas. As instalações energéticas continuam a ser um alvo das forças do Kremlin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia continua ataques a Kharkiv enquanto tropas ucranianas recuperam terreno

Rússia captura aldeia na região de Donetsk

Ucrânia não consegue garantir eletricidade pela primeira vez desde a invasão russa