EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

OCDE revê em baixa previsão de crescimento para 2019

OCDE revê em baixa previsão de crescimento para 2019
Direitos de autor 
De  João Peseiro Monteiro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Guerra comercial entre Washington e Pequim na origem da correção.

PUBLICIDADE

As nuvens negras que pairam sobre o comércio mundial refletem-se nas previsões da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

"A tensão comercial entre os Estados Unidos e a China constitui uma grande ameaça para a economia global, afirma a OCDE. O secretário-geral Angel Gurria sublinhou que esta tensão está a ter um grande impacto no investimento e no crescimento o que levou a organização a cortar as previsões de crescimento para 2019. As consequências da escalada da crise começam a tornar-se cada vez mais evidentes" - explica a editora de economia da Euronews, Sasha Vakulina.

A previsão de crescimento mundial para este ano foi corrigida de 3,9 para 3,2 por cento. A zona euro sofreu uma correção mais acentuada enquanto na América a estimativa mantém-se inalterada e na China a redução é mínima.

"Atualmente trata-se da China e dos Estados Unidos e amanhã será os Estados Unidos e a Europa. É verdadeiramente inquietante para as empresas que desejam investir e contratar pessoal. Estamos à espera que a zona euro cresça apenas 1,2 por cento este ano, o que é, no mínimo, bastante moderado" - sublinha a economista-chefe da OCDE, Laurence Boone

Quando a Portugal, a organização com sede em Paris reviu em baixa a previsão do Produto Interno Bruto (PIB) para 1,8 por cento e agravou a estimativa do défice para meio ponto percentual.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

BMW, Jaguar e Volkswagen criticadas por importarem peças e automóveis chineses proibidos

Microsoft compromete-se a investir 4,3 mil milhões de dólares em França

Perspetivas económicas da OCDE: Crescimento global estável esperado para 2024 e 2025