EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Turquia: Turismo mantém-se apesar dos sismos

Turquia: Turismo mantém-se apesar dos sismos
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Cinzia Rizzi
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os terremotos devastadores que atingiram o sudeste do país não desencorajaram os milhares de turistas estrangeiros que visitam o território turco

PUBLICIDADE

A Turquia é um dos países mais visitados do mundo e atrai viajantes de todo o globo, graças aos seus locais históricos e culturais.

Atravessa atualmente um período particularmente difícil, devido aos sismos devastadores que atingiram o sudeste do país, mas tenta fazer tudo para que o turismo, crucial para a economia, continue a funcionar como habitualmente.

O sector do turismo tem um peso particularmente importante na riqueza do país. Um peso que cresce cada ano.

Euronews
Dados do turismo na Turquia em 2022Euronews

Segundo os últimos números publicados pelo governo turco, o país acolheu mais de 51 milhões de turistas em 2022, um aumento significativo, de 71%, em relação ao ano anterior.

Isso reflecte-se directamente nas receitas do turismo: 46 mil milhões de dólares – um aumento de 53% em relação a 2021 – e que ultrapassa também o recorde de perto de 39 mil milhões de dólares registado em 2019.

Depois dos sismos, os turistas começaram a interrogar-se sobre se era seguro viajar à Turquia.

Mas estamos a falar de um país bastante grande, com quase 800.000 km², e os principais destinos turísticos - como Istambul, Antalia, Mugla, Izmir, Konya ou a Capadócia - estão situados bastante longe das áreas atingidas pelos terramotos.

Euronews
Mapa da Turquia com principais locais turísticos e área afetada pelos sismosEuronews

A 1000 quilómetros do epicentro, Istambul não parou.

A capital económica, no estreito de Bósforo, que só no ano passado acolheu cerca de 16 milhões de turistas estrangeiros, continua a funcionar como sempre.

E os que tinham reservado uma viagem aqui antes do terramoto, decidiram mantê-la.

Hesitei um pouco, mas como já tínhamos organizado tudo, dissemos 'bem, como foi a 1000 quilómetros'... Pensámos que não ía acontecer nada aqui e que é um país seguro.
Marian Catalan
turista espanhola

Viajar na Turquia - desde que não seja nas zonas afectadas pelos sismos - é seguro. As principais companhias aéreas e aeroportos internacionais estão a funcionar normalmente.

E a mensagem é repetida por especialistas do setor do turismo.

Não houve cancelamentos, as pessoas continuam a vir. É preciso destacar que o sismo foi a 1000 quilómetros dos locais turísticos da Turquia. Não houve qualquer redução nas reservas. Todos os dias temos centenas de clientes que se inscrevem para vir à Turquia. É muito importante continuar a viajar para a Turquia.
Laurent Abitbol
Presidente da Havas Voyages e Selectour

Em 2023, o turismo está no bom caminho para regressar aos níveis anteriores à pandemia de Covid-19 e o país quer continuar nessa via.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Marraquexe acolheu reunião anual do FMI e do Banco Mundial

Erdogan promete a reconstrução das zonas devastadas pelos sismos

Oposição turca prepara candidato para as eleições de maio