EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ballet de Astana em digressão para promover a cultura do Cazaquistão

Ballet de Astana em digressão para promover a cultura do Cazaquistão
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O Ballet de Astana inicia uma digressão internacional para apresentar o bailado “Rapsódia Oriental”. As bailarinas do Cazaquistão combinam as

PUBLICIDADE

O Ballet de Astana inicia uma digressão internacional para apresentar o bailado “Rapsódia Oriental”. As bailarinas do Cazaquistão combinam as técnicas do bailado clássico com a dança moderna. O primeiro espetáculo está previsto para Budapeste, na Hungria.

“O público em Budapeste vai poder ver trajes deslumbrantes e movimentos graciosos e femininos. Espero que as pessoas apreciem o nosso estilo único”, afirmou o diretor do Ballet de Astana, Valeriy Kuzembayev.

O espetáculo “Rapsódia Oriental” inspira-se no folclore do Cazaquistão mas integra também outras referências estéticas vindas da Índia, da China, do Japão e da Turquia.

O ballet de Astana é composto exclusivamente por mulheres: 30 bailarinas formadas na Escola Coreográfica de Almaty.

“As bailarinas estão em palco em cada uma das partes. O programa integra dezoito cenas. As mudanças de figurinos têm de ser rápidas. Os trajes são lindos mas são complicados. Os botões têm de ser colocados no sítio certo”, explicou a bailarina Diana Beyseulova.

“Gosto muito do bailado dos países de leste e não tenho vergonha de dizer que gosto do ballet dos estados pós-soviéticos”, afirmou uma espetadora.

O Ballet de Astana foi criado em 2013 pelo presidente Nursultan Nazarbayev. As digressões são uma forma de promover a cultura do Cazaquistão a nível mundial.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estilista saudita Reem al Kanhal reinventa vestidos árabes tradicionais

Banda sonora da Guerra das Estrelas em 3D

Novas séries de televisão apresentadas no Festival de Monte Carlo