EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Paul Wiedmer propõe jardim de esculturas

Paul Wiedmer propõe jardim de esculturas
Direitos de autor RAI
Direitos de autor RAI
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com museus e galerias à espera de abrir com o desconfinamento, uma exposição ao ar livre pode ser uma boa alternativa

PUBLICIDADE

Os amantes das artes esperam certamente que o desconfinamento progressivo se traduza também em breve pela reabertura de museus e galerias, fechados por toda a Europa devido à pandemia de coronavírus.

Para os que preferirão continuar a evitar multidões e espaços fechados, o Jardim de Esculturas do suíço Paul Wiedmer, que reúne obras contemporâneas de todo o mundo na pequena localidade de Civitella d'Agliano, no centro de Itália, poderá ser uma boa alternativa.

Paul Wiedmer, artista:"Vim para Itália com uma bolsa da embaixada suíça em Roma. Um ano depois deparei-me com a aldeia de Civitella d'Agliano, num dia de chuva, entrei num bar e um senhor perguntou-me o que achava da localidade. Quando lhe disse que a área era muito bonita, ele disse-me que a sogra queria vender uma casa, que ficava num parque, e perguntou-me se estava interessado. Assim que vi o lugar apaixonei-me porque, com a minha esposa, queriamos encontrar um lugar ideal para realizar um número infinito de esculturas."

O Jardim de Esculturas de Wiedmer, conhecido pelo nome de Serpara, foi obrigado a fechar as portas pelas primeira vez em 23 anos devido à pandemia, mas espera poder em breve abrir novamente ao público.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Já é possível ir ao cinema, ao museu e descer uma montanha russa

Art Paris 2024: a cena artística francesa no centro das atenções, com jovens talentos em destaque

Andrey Gugnin recebe o primeiro prémio de 150.000€ no Concurso Internacional de Piano Clássico 2024