This content is not available in your region

Subida dos preços castiga os Reis em França

euronews_icons_loading
Subida dos preços castiga os Reis em França
Direitos de autor  Кадр из видео AFP
De  Euronews  com AFP

Um pouco por toda a França, há um bolo que, nesta altura do ano, perfuma as pastelarias e seduz particularmente os consumidores. A tradicional "Gallette des Rois" celebra a chegada dos Reis Magos a Belém e faz as delícias de muitos com a sua massa folhada, recheio de frangipana e um brinde. Mas, com a subida dos preços dos ingredientes, cada vez mais estebolo dos reis faz jus ao nome,

Com as mãos literalmente na massa, o pasteleiro Fabien Rouillard faz contas às despesas. Proprietário de uma pastelaria em Paris, admite estar já a dividir a fatura dos aumentos com os clientes.

"O preço da manteiga duplicou em dois anos. Compramos a manteiga, que colocamos aqui dentro, a 9,50 euros o quilo. Era cerca de 3,80 euros, em 2018. [O aumento] repercutiu-se um pouco no preço de venda, as porções do nosso bolo subiram 10%. Agora uma fatia custa 6,60 euros em vez de 6 euros".

Dita a tradição, que quem encontra o brinde é proclamado rei ou rainha. Mas o aumento do número de casos de covid-19 na republica francesa está a deixar a população reticente em celebrar as festividades como antes.

Francine Berger não dispensa uma galette para celebrar o Dia dos Reis e diz querer dividir o reinado com o marido. Quanto às restrições, acredita que desde que "as pessoas tenham tomado precauções e sido testadas antes de se encontrarem, não há motivo para preocupação".

Na origem, eram escondidos feijões secos dentro dos bolos. Hoje, os brindes assumem várias formas e podem mesmo ser colecionáveis.