EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

A paixão dos franceses pelo queijo não mudou, mas os seus hábitos alimentares sim

Screenshot - The French passion for cheese and how ways to eat it are changing
Screenshot - The French passion for cheese and how ways to eat it are changing Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews com AP
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Do rico Roquefort azul ao cremoso Camembert, em média um francês compra 12,5 quilos de queijo por ano. E com 1200 tipos disponíveis, a escolha nem sempre é fácil.

PUBLICIDADE

Embora o queijo continue a ser um alimento básico francês, a forma como é consumido está a começar a mudar.

A Fromagerie Quatrehomme, uma loja parisiense icónica, abriu nos anos 50 e vende queijo há mais de 70 anos. Atualmente vende cerca de 300 variedades, desde o queijo de formato cónico Boulette d'Avesnes, feito com leite de vaca do norte do país, a toda uma panóplia de queijos de cabra do Vale do Loire, dos Alpes e de outras regiões.

"Penso que, tradicionalmente, se come um prato de queijo depois do prato principal e antes da sobremesa. Esta é a forma tradicional de ter um prato de queijo em França", diz Nathalie Quatrehomme, proprietária da loja. "Mas penso que esta forma tradicional está a evoluir. Agora podemos ter um prato só de queijo e carne, podemos ter queijo numa entrada e não depois do prato principal. Pode comer-se queijo ao pequeno-almoço. Mudámos realmente a forma de comer queijo e isso é bom", explica.

O queijo é um grande negócio

Em França existem mais de 1000 variedades de queijo. Em 2022, o país exportou cerca de 3,5 mil milhões de euros desta iguaria e importou cerca de 2,5 mil milhões de euros, segundo a Observatório da Complexidade Económica (OEC).

De acordo com o Conselho Francês de Laticínios, o CNIEL, a indústria de laticínios como um todo também é responsável por quase 300.000 empregos no país.

Na Fromagerie Quatrehomme, há muito trabalho, pois é uma das poucas queijarias de Paris que tem a sua própria cave.

Os funcionários que trabalham na produção são responsáveis por cuidar das rodas de queijo, escovam as bactérias indesejáveis e tratam das cascas que precisam de ser viradas regularmente. Alguns são escovados para eliminar as bactérias indesejadas.

"Colocamo-los na cave em diferentes áreas, temos diferentes tipos de caves aqui, depende da sua maturidade. Alguns queijos precisam de mais humidade, outros precisam de uma atmosfera mais seca, outros precisam de ser contidos para ficarem realmente «confitados» ou cremosos, outros precisam de ser lavados. Por isso, adaptamos realmente os nossos cuidados às diferentes necessidades do queijo", afirma a proprietária da loja.

Atualmente, a Quatrehomme tem cinco lojas em Paris, mas a fromagerie (queijaria) na fronteira do 6.º e 7.º arrondissement é a original e tem uma clientela fiel. E aqui os parisienses sabem o que querem: queijos franceses.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Eis os países que mais gostam de queijo: europeus dominam o ranking

França nas bocas do mundo: melhor queijo mundial foi coroado

Lista de espera no melhor restaurante do mundo aproxima-se de um ano