This content is not available in your region

Filme documenta efeitos da guerra nas crianças ucranianas

euronews_icons_loading
Simon Lereng Wilmont
Simon Lereng Wilmont   -   Direitos de autor  euronews
De  Euronews

A guerra na Ucrânia marca presença no Festival do Documentário de Thessaloniki, na Grécia. 

O dinamarquês Simon Lereng Wilmont está em competição com "A House Made of Splinters", uma longa metragem focada num abrigo temporário para crianças em Lysychansk, no leste da Ucrânia, durante o conflito na região do Donbass, em 2014.

Yorgos Mitropoulos, euronews:"Vencedor do 'Alexandre de Ouro', o prémio para o Melhor Filme no Festival Internacional de Cinema de Thessaloniki, em 2018, com 'The Distant Barking of Dogs', Wilmont regressa agora com um filme centrado no Leste da Ucrânia."

Simon Lereng Wilmont, realizador:"Esta região da Ucrânia é tão próxima da linha da frente. É uma sociedade que tem estado sob pressão, de um conflito que dura agora há mais de sete anos. Há consequências invisíveis a longo prazo, numa região como esta. Os recursos esgotam-se, as pessoas perdem os empregos, não há dinheiro suficiente, o desemprego dispara e as pessoas perdem a esperança. E, quem não tem forma de escapar pode talvez começar a beber ou dar origem a situações de violência nas famílias. É de essas famílias que vêm estas crianças."

Wilmont manteve contacto com os ocupantes e voluntários do abrigo e, no primeiro dia da invasão russa, recebeu a informação de que todos puderam felizmente ser transportados para o Oeste do país e se encontram atualmente em lugar seguro.

Simon Lereng Wilmont, realizador:"É horrível, a invasão de um país soberano. Não vejo razões para o que Putin está a fazer. Há tanta tragédia, tantas vidas perdidas. É abominável. O que sei é que a Ucrânia está cheia de pessoas maravilhosas que, apesar de serem bastante competentes mesmo em situações complicadas, estão habituadas a situações difíceis. Espero que possam recuperar o seu país o mais rápido possível."

"A House Made of Splinters" tem sido aclamado pelos críticos desde a estreia mundial no Festival de Cinema de Sundance, em janeiro.