This content is not available in your region

Antytila: da música para o combate pela Ucrânia

euronews_icons_loading
Antytila: da música para o combate pela Ucrânia
Direitos de autor  Euronews
De  Euronews

Costumavam cantar sobre juventude, amor e desgosto. Agora, os elementos do grupo musical, Antytila, estão a defender a Ucrânia da agressão russa.

" A nossa participação na guerra Rússia-Ucrânia começou em 2014. Em 2014, a Rússia anexou a Crimeia e iniciou atividades criminosas no Donbass. Nesse momento, interrompemos a digressão e começámos a fazer voluntariado", diz Taras Topólia, o cantor da banda.

Recolheram fardas, capacetes, munições... E, no dia 24 de fevereiro, pegaram nas armas.

O teclista, Serhii Vusyk, conta: "Juntámo-nos à defesa de Kiev, o exército ucraniano antes da guerra. Nós também somos pais. Tenho 3 filhos, Taras tem 3 filhos. Dima, um filho. E nos primeiros dias de guerra mandámos a nossa família para fora de Kiev por segurança".

Taras, Serhii e Dima foram para a linha de frente, Dmytro e Mykhailo tratam de questões logísticas e cadeias de fornecimento.

"Organizamos tudo o que precisam na linha da frente. Temos contas bancárias para recolher dinheiro e compramos tudo o que é necessário para os nossos soldados, para o nosso exército, defesa e guarda nacional: Walkie-talkies, termo visores, coletes, capacetes, tudo o que for necessário", diz o baterista Dmytro Vodovozov

Um dos maiores sucessos da banda, a música "Lego", contou com a participação do então comediante Volodymir Zelensky, no videoclipe. Um homem que conheceram na altura e que, agora, admiram.

O vocalista, Taras Topólia, fala do reconhecimento pelo presidente da Ucrânia: "Não sei o que teria acontecido connosco se outra pessoa estivesse agora na posição dele. Especialmente se fosse alguém da velha elite, que se acostumou a uma forma específica de governar a Ucrânia. Estamos orgulhosos do nosso presidente. Ele é uma representação do nosso espírito nacional e liberdade. Exprime a nossa resistência, é o líder dessa resistência. E nem por um segundo nas últimas semanas, duvidou que a Ucrânia vencerá".

Algo em que a banda também acredita. O guitarrista, Dmytro Zholud diz: "Não há como pensar que vamos perder. Estamos prontos para dar tudo o que for necessário. Agora, uma nova Ucrânia está a formar-se e está a ser construída por nós".