David Crosby morre aos 81 anos

David Crosby
David Crosby   -   Direitos de autor  Diane Bondareff/AP
De  Ricardo Figueira

Morreu, aos 81 anos, o cantor, músico e compositor norte-americano David Crosby, lenda do rock e da folk das últimas seis décadas.

Crosby começou por evidenciar-se nos Byrds, onde foi guitarrista e vocalista até 1968, altura em que formou, com Stephen Stills e Graham Nash os Crosby, Stills & Nash, depois Crosby, Stills, Nash & Young, com a chegada de Neil Young ao grupo, que seria uma das atrações do festival de Woodstock. Ao longo das décadas seguintes, foi com este conjunto de músicos que trabalhou essencialmente, ora em trio, ora em quarteto, ora em duo com Graham Nash. Gravou ainda oito álbuns a solo, o último dos quais, "For Free", foi editado há menos de dois anos. Colaborou também com outros músicos de renome, como Phil Collins ou David Gilmour.

"Guinnevere", uma das composições de Crosby para os Crosby, Stills & Nash

Músico mas também homem de causas, deu, ao longo da carreira, a cara por causas como o fim da guerra no Vietname ou as lutas ambientais.

Num dos últimos "tweets", Crosby saúda a coragem de Greta Thunberg

Divid Crosby morreu depois de uma longa doença, 29 anos depois de ter recebido um transplante de fígado e de uma vida marcada pelo abuso de drogas.