EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Saúde para o whisky galês: o 'single malt' recebe estatuto de origem protegida oficial no Reino Unido

O whisky galês junta-se a um clube exclusivo agora protegido ao abrigo do regime pós-Brexit do Reino Unido
O whisky galês junta-se a um clube exclusivo agora protegido ao abrigo do regime pós-Brexit do Reino Unido Direitos de autor Canva images
Direitos de autor Canva images
De  Theo Farrant
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Levantem os copos e brindemos ao whisky galês, que se junta ao borrego, à cidra e ao alho francês para receber o estatuto de origem protegida especial do Reino Unido.

PUBLICIDADE

O whisky galês obteve o estatuto de Indicação Geográfica Protegida (IG do Reino Unido), um reconhecimento anteriormente concedido aos homólogos escocês e irlandês.

O regime de IG do Reino Unido, criado dois anos após o Brexit, garante proteção jurídica contra a imitação e a utilização indevida de determinados produtos alimentares e bebidas.

Esta medida deixa o malte inglês como a única variante do Reino Unido sem proteção oficial.

O single malt de quatro destilarias do sul e do oeste do País de Gales, nomeadamente Coles, Da Mhile, In the Welsh Wind e Penderyn, obteve o estatuto de indicação geográfica protegida.

A Ministra dos Assuntos Rurais, do Norte do País de Gales e de Trefnydd, Lesley Griffiths, manifestou a sua satisfação na obtenção deste estatuto de prestígio.

"Estou muito satisfeita por todos aqueles envolvidos na obtenção deste estatuto de prestígio e asseguro que este fantástico produto obtém o reconhecimento e o prestígio que merece", afirmou Griffiths.

O whisky de malte destilado no País de Gales junta-se a 19 outros alimentos e bebidas que recebem proteção oficial de IG do Reino Unido, incluindo vinho galês, cidra, alho-francês, presunto de Carmarthen e sal marinho de Anglesey.

Em 2021, o sul do País de Gales abriu o caminho, com o borrego de Gower a ser o primeiro produto britânico a obter reconhecimento ao abrigo do regime.

Mais tarde, nesse mesmo ano, o borrego das montanhas Cambrianas também recebeu o mesmo reconhecimento.

O renascimento do whisky no País de Gales

Courtesy: Penderyn
Interior da destilaria Penderyn em Brecon BeaconsCourtesy: Penderyn

Nos últimos anos, a indústria do whisky do País de Gales registou uma rápida expansão, graças ao renascimento e relançamento do "Single Malt Welsh Whisky" pela destilaria Penderyn, em 1 de março de 2004.

Consequentemente, a procura deste produto de qualidade superior tem vindo a aumentar de forma constante ano após ano.

O diretor executivo da destilaria premiada de Penderyn, Stephen Davies, considera que se trata de um "marco significativo" para a indústria do whisky galês.

Acrescenta: "É um passo em frente empolgante e que coloca a tónica numa indústria que tem vindo a crescer de forma constante nos últimos 20 anos."

A presença do whisky galês de malte único teve um impacto significativo na economia alimentar e de bebidas do país e conquistou um lugar como uma das exportações mais influentes do País de Gales, com distribuição em mais de 45 países em todo o mundo.

Com base nas projeções atuais, espera-se que o produto obtenha resultados financeiros significativos no ano fiscal em curso, gerando uma receita estimada em 23 milhões de libras (26,6 milhões de euros) através de uma combinação de vendas domésticas, exportação e retalho em aeroportos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Canadá e Dinamarca põem fim à "guerra do uísque"

Há mais mulheres e "millenials" a investir na produção de barris para whisky

Indústria do uísque quer "Brexit" sem ressaca