This content is not available in your region

Como é que os parques eólicos gerem a crescente variabilidade do vento?

euronews_icons_loading
Como é que os parques eólicos gerem a crescente variabilidade do vento?
Direitos de autor  euronews
De  Jeremy Wilks  & euronews

No ano passado, os ventos atingiram mínimos históricos nalgumas partes da Europa e máximos históricos noutras partes. Como é que o setor das renováveis gere essa variabilidade? A nossa reportagem na Andaluzia, em Espanha.

Os peritos em energia eólica monitorizam o vento, durante anos de modo a escolher os melhores sítios para instalar os parques eólicos. As turbinas, concebidas para operar durante vinte anos, ajustam-se constantemente, a cada minuto, às condições do vento.

"A nacela dos aerogeradores está constantemente orientada para os ventos predominantes e as pás são posicionadas de forma a maximizar a produção de energia", explicou à euronews Ivan Yuste, chefe do departamento de Recursos Energéticos da Iberdrola.

As variações da velocidade do vento

Os cientistas estimam que a velocidade do vento deverá tornar-se mais variável na Europa, devido às alterações climáticas. Um cenário que é tido em conta pelas empresas que produzem eletricidade a partir do vento. A equipa de Toledo da empresa espanhola gere 284 parques eólicos em todo o mundo.

"Observámos um aumento da variabilidade do vento nos últimos anos que pode dever-se a fenómenos como as alterações climáticas. É preciso garantir que os parques eólicos e as turbinas eólicas funcionem o melhor possível, a nível operacional, para aproveitar os momentos em que há vento", acrescentou o responsável. 

Euronews
ANOMALIAS DA VELOCIDADE DO VENTO 2021 - Copernicus Climate Change Service - ECMWFEuronews

Decisões técnicas baseadas em dados Climáticos

Os dados climáticos e meteorológicos são fundamentais para tomar decisões técnicas que permitam aproveitar ao máximo o vento. É posível planear, com antecedência, as operações de manutenção das turbinas para os dias em que não há vento.

O uso combinado de vários tipos de energias renováveis é outra das formas de lidar com a variabilidade.

"Atualmente, a energia fotovoltaica começa a ser uma energia alternativa para os dias em que não há vento. Geralmente, no verão há dias de sol. Nesses dias, a energia fotovoltaica permite cobrir uma parte muito grande das necessidades. É muito importante que cada tipo de energia possa responder às necessidades, quando outras fontes não estão disponíveis", afirmou Gustavo Moreno, gestor do centro de operações renováveis da Iberdrola.

Novas turbinas mais eficientes

A eficiência é outro dos fatores chave. As novas turbinas éolicas de 5 megawatts funcionam mesmo quando o vento é mais fraco. Com três turbinas mais eficientes é possível gerar uma potência equivalente à de catorze turbinas mais antigas.

"Estas turbinas aproveitam melhor o vento. Estão mais altas, a área varrida é maior. Estamos a falar de 16 mil metros quadrados de área varrida o que, obviamente, torna as turbinas mais potentes. Com menos turbinas, obtemos uma potência idêntica ou superior à das turbinas antigas", explicou Alejandro Arranz, gestor de projeto da Iberdrola.

Os últimos dados do Serviço de Alterações Climáticas do Copernicus

Globalmente, as temperaturas estiveram 0,3 graus Celsisus acima da média de 1991-2020. Foi o sexto mês de Abril mais quente de que há registo. 

Euronews
O sexto mês de Abril mais quente de que há registo - Período de referência 1991-2020Euronews

As temperaturas em toda a Europa estiveram, em geral, próximas da média. As anomalias mais notáveis do mês passado foram as temperaturas acima da média registadas do nordeste de África e Médio Oriente até ao Paquistão e à Índia.

Euronews
ANOMALIA DE TEMPERATURA ABRIL DE 2022Euronews

O Noroeste da Índia e o Paquistão viveram o mês de Abril mais quente de sempre, com máximas diárias de 49 graus. E houve ondas de calor no Egipto e no Sudão.

Euronews
ANOMALIA DE PRECIPITAÇÃO ABRIL 2022Euronews

Em relação à anomalia de precipitação, aqui na Europa podemos ver que o Inverno seco em Espanha foi seguido por precipitação acima da média no leste do país. O Reino Unido e a Itália registaram menos precipitação do que a média do mês passado.