This content is not available in your region

Grécia afasta cenários de expulsão do espaço Schengen

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Grécia afasta cenários de expulsão do espaço Schengen

A Grécia rejeita as ameaças de exclusão do espaço Schengen, contemplada por alguns países europeus. Atenas tem sido alvo de críticas por causa da gestão dos fluxos de refugiados.

O ministro grego para a política de migração, Ioannis Mouzalas, fala numa campanha alimentada por mentiras: “Nem sequer concebemos a possibilidade da Grécia alguma vez estar fora de Schengen. Isso significaria o colapso do Espaço Schengen na Europa. Qual é a fraqueza da Grécia para defender as fronteiras externas da União Europeia? É a pergunta que fazemos com frequência. Guardamos perfeitamente bem as nossas fronteiras terrestres com a Turquia no norte. Em relação às nossas fronteiras marítimas não existe outra forma de assegurá-las, apenas salvar e resgatar pessoas.”

Ioannis Mouzalas sublinha que não é verdade que a Grécia se tenha recusado a cooperar com a agência Frontex (Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia) e refere que o que se passou na prática foi o contrário: “Pedimos cem aparelhos com sistema de comparação de impressões digitais e recebemos apenas 42, 12 deles da Alemanha. Dizem-nos que não queremos a Frontex. É mentira. Em maio, pedimos 320 pessoas, mas veio apenas metade Pedimos outras 1600 pessoas e ninguém veio.”

O ministro grego para a política de migração anunciou, esta quinta-feira, a formalização do pedido de ativação do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia.

No encontro desta sexta-feira, em Bruxelas, os ministros do Interior da União Europeia deverão discutir a possibilidade de prolongar até dois anos o restabelecimento do controlos nas fronteiras internas do Espaço Schengen.