EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"Breves de Bruxelas": NATO, #MeToo, avião militar e portagem

"Breves de Bruxelas": NATO, #MeToo, avião militar e portagem
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

"Breves de Bruxelas": NATO, #MeToo, avião militar e portagem

PUBLICIDADE

A NATO vai dar meio ano à Rússia para regressar ao Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermédio, na esperança de que ainda se possa pôr cobro a uma corrida às armas. Mas os aliados não vão deixar de se preparar para o pior, garantiu o secretário-geral da Aliança AtlânticaJens Stoltenberg, em entrevista à euronews.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • Membros e funcionários do Parlamento Europeu que criaram um grupo #MeTooEP pedem aos eurodeputados que assinem um documento de compromisso com um comportamento ético na nova legislatura após as eleições europeiase, em maio. Uma iniciativa lançada no âmbito de um novo código de conduta de luta contra a discriminação de género, assédio sexual e moral.
  • A França e a Alemanha vão investir, em conjunto, 65 milhões de euros, ao longo de dois anos, para desenvolver um novo avião de combate. O aparelho deverá substituir, em 2024, os modelos francês Rafale e alemão Eurofighter, esperando-se um protótipo já em meados deste ano.
  • O Tribunal de Justiça da União Europeia considerou que a Alemanha tem o direito de impor uma nova portagem nas auto-estradas, a partir de 2021, com direito a reembolso parcial para os automobilistas alemães, através de dedução nos impostos. Como os estrangeiros não recebem o reembolso de um passe temporário, a vizinha Áustria tinha apresentado queixa por discriminação com base na nacionalidade.
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Stoltenberg diz que Rússia tem seis meses para voltar ao tratado

#MeTooEP lança nova campanha no Parlamento Europeu

França e Alemanha investem em novo avião de combate