EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Defesa de Eva Kaili pede pulseira eletrónica

Tribunal belga decide esta quinta-feira se Eva Kaili continua em prisão preventiva
Tribunal belga decide esta quinta-feira se Eva Kaili continua em prisão preventiva Direitos de autor HONS / European Union 2022
Direitos de autor HONS / European Union 2022
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A defesa da ex-vice-presidente do Parlamento Europeu detida no âmbito do escândalo de corrupção conhecido como Qatargate pediu que a cliente seja libertada e aguarde o julgamento com uma pulseira eletrónica.

PUBLICIDADE

A defesa da ex-vice-presidente do Parlamento Europeu detida no âmbito do escândalo de corrupção conhecido como Qatargate pediu que a cliente seja libertada e aguarde o julgamento com uma pulseira eletrónica.

Eva Kaili foi presente, esta quinta-feira, a um tribunal belga, para uma audiência que vai determinar se a ex-vice-presidente do Parlamento Europeu continua em prisão preventiva.

Os seus advogados continuam a clamar a sua inocência. "Solicitamos que a Sra. Kaili seja colocada em regime de vigilância eletrónica com pulseira. Ela está a participar ativamente na investigação e contesta qualquer acusação de corrupção", disse André Risopoulos. "Quero dizer que a Sra. Eva Kaili é inocente e nunca foi corrompida. Nunca!", realçou  Michalis Dimitrakopoulos. 

A eurodeputada grega é acusada de corrupção, branqueamento de capitais e participação em organização criminosa para promover os interesses de países estrangeiros, como alegadamente o Qatar, no Parlamento Europeu.

A decisão sobre se Eva Kaili continua em prisão preventiva não deve ser conhecida antes da noite desta quinta-feira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia continua ataques a Kharkiv enquanto tropas ucranianas recuperam terreno

Geração Z entra em cena nas eleições europeias. Conheça alguns dos jovens candidatos

Jovens eleitores apoiam Bardella, novo líder da extrema-direita em França