Aumentou o número de pedidos de asilo na União Europeia

Migrantes na União Europeia
Migrantes na União Europeia Direitos de autor AP Photo/Olivier Matthys, File
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em 2022, foi registado o nível mais elevado de pedidos desde a crise dos refugiados

PUBLICIDADE

Em 2022, quase um milhão de pessoas pediu asilo na União Europeia, Noruega e Suíça, um aumento de 50% em relação ao ano anterior. A maioria cumpriu os requisitos legais, mas alguns migrantes chegaram de barco e sem documentos.

Estes números não incluem os mais de 4 milhões de ucranianos que receberam proteção temporária por causa da guerra.

Segundo os dados da Agência da União Europeia para o Asilo, no ano passado, o maior número de pedidos, 132 mil, foi apresentado por sírios, seguiram-se os pedidos de cidadãos do Afeganistão, 129 mil. E de cidadãos turcos, com 55 mil pedidos.

É o nível mais elevado de pedidos de asilo desde a crise dos refugiados de 2015 e 2016. A agência da UE diz que o mais provável é que tenha sido impulsionado pela flexibilização das restrições de viagem por causa da COVID-19, combinado com a crescente insegurança alimentar e com conflitos em todo o mundo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Requerente de asilo no Reino Unido com medo da deportação para o Ruanda

França recusa asilo a 123 migrantes resgatados no Mediterrâneo pelo "Ocean Viking"

Caos na receção de requerentes de asilo na Bélgica