EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"Estado da União": Modernização industrial no centro do investimento

A modernização e a ampliação dos parques eólicos é uma das prioridades da política energética europeia
A modernização e a ampliação dos parques eólicos é uma das prioridades da política energética europeia Direitos de autor Frank Augstein/Copyright 2019 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Frank Augstein/Copyright 2019 The AP. All rights reserved
De  Stefan GrobeIsabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O anúncio de um pacote legislativo para reforçar a indústria de tecnologias mais ecológicas na União Europeia marcou a semana política em Bruxelas.

PUBLICIDADE

Para quem tem ações bancárias, esta semana foi uma montanha-russa. Primeiro foi o colapso do Silicon Valley Bank, na Califórnia (EUA) que produziu ondas de choque na Europa. Depois, a situação agravou-se, alguns dias mais tarde, quando o banco gigante Credit Suisse ficou em sérios apuros.

Em ambos os casos, as autoridades nos EUA e na Suíça tomaram medidas rápidas que estabilizaram os bancos e acalmaram os mercados. As autoridades da União Europeia (UE) também se mobilizaram sobre a necessidade de ter regulamentação bancária mais rigorosa no bloco.

Outra notícia importante foi o anúncio de um pacote legislativo para reforçar a indústria de tecnologias mais ecológicas na União Europeia, algo urgente segundo Ursula von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.

"Se quisermos ser independentes, temos de reforçar e diversificar urgentemente as nossas cadeias de abastecimento com parceiros com os mesmos interesses", disse von der Leyen.

A invasão russa da Ucrânia fez com que a Europa deixasse de ser demasiado dependente de uma única fonte e, em vez disso, procurasse maior autonomia energética.

A Comissão Europeia vai propor um novo Fundo Soberano Europeu. Será uma fonte crucial de financiamento.
Giles Dickson
Diretor-geral da WindEurope

A euronews entrevistou Giles Dickson, diretor-geral da WindEurope, a associação comercial que representa mais de 400 entidades ligadas ao setor da energia eólica, sobre como este pacote poderá revolucionar o setor europeu.

"Revolucionar pode ser algo exagerado. O apoio será menos generoso do que aquele que os EUA vão dar via Lei de Redução da Inflação. Embora esse  teria sempre de ser o caso, porque a Comissão Europeia não cobra impostos. Vai contar com os governos dos vários países para criar os créditos fiscais ao investimento, por exemplo, um tema central na lei feita pelos EUA. Mas a Comissão Europeia vai, também, propor um novo Fundo Soberano Europeu. Será uma fonte crucial de financiamento para novos investimentos na cadeia de abastecimento por energia eólica na Europa", explicou.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Duas novas leis visam fomentar autonomia da UE no acesso a matérias-primas

Portugal e Espanha querem vender energia renovável à Europa mas é preciso passar por França

“Estado da União”: Proteger a natureza e controlar gigantes digitais