"Qatargate": prisão domiciliária com pulseira eletrónica para Marc Tarabella

Tarabella foi detido no quadro do escândalo de corrupção "Qatargate"
Tarabella foi detido no quadro do escândalo de corrupção "Qatargate" Direitos de autor Jean-Francois Badias/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Informação está a ser avançada por um porta-voz do eurodeputado belga

PUBLICIDADE

O eurodeputado não inscrito Marc Tarabella, que tinha sido preso preventivamente, vai ficar em prisão domiciliária com pulseira eletrónica enquanto aguarda julgamento.

A justiça belga decidiu libertá-lo, de acordo com um porta-voz do mesmo, que diz que o cliente “está à disposição dos investigadores e do juiz de instrução” para cooperar.

A libertação deverá acontecer em breve e o anúncio oficial deverá ser feito ainda hoje.

Tarabella é um dos acusados no âmbito do "Qatargate", o escândalo de corrupção que abalou o Parlamento Europeu.

Suspeito de ter recebido mais de 100 mil euros para fazer lóbi a favor do Catar, o então eurodeputado socialista belga foi detido em fevereiro.

A justiça belga está a investigar alegadas ofertas do Catar e de Marrocos quer a eurodeputados quer a assistentes dos grupos políticos no Parlamento Europeu para influenciar decisões tomadas em Bruxelas.

Na semana passada, também foi anunciada a liberdade, com pulseira eletrónica, para o ex-deputado italiano socialista Pier Antonio Panzeri, no centro do escândalo de corrupção "Qatargate", enquanto aguarda julgamento.

Na cadeia continua apenas a então vice-presidente do Parlamento Europeu, Eva Kaili, entretanto destituída do cargo e retirada do grupo dos socialistas.

Igualmente detido foi o companheiro de Kaili, Francesco Giorgi, numa operação que resultou na apreensão de malas de dinheiro com um total de 1,5 milhões de euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tarabella volta a clamar inocência em escândalo de corrupção parlamentar

Corrupção no PE: Justiça coloca todos os acusados sob vigilância eletrónica

Eurodeputada Kaili, acusada de corrupção, passa para prisão domiciliária