EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Putin ameaçou enviar imigrantes chineses ilegais para a linha da frente na Ucrânia?

Vladimir Putin
Vladimir Putin Direitos de autor Gavriil Grigorov/Sputnik
Direitos de autor Gavriil Grigorov/Sputnik
De  Sophia Khatsenkova
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um vídeo viral mostra alegadamente uma multidão de imigrantes chineses a tentar fugir da Rússia. Mas será verdade?

PUBLICIDADE

Vários utilizadores das redes sociais têm partilhado um vídeo que sugere que imigrantes ilegais chineses estão a tentar fugir da Rússia, depois de Vladimir Putin ter ameaçado enviá-los para a frente de guerra na Ucrânia.

As publicações sugerem que os aeroportos da Rússia estão a registar um aumento no número de passageiros que tentam regressar à China mas, fazendo uma pesquisa reversa de imagem, descobrimos que a legenda do vídeo é enganadora.

O vídeo foi publicado a 30 de dezembro de 2023 na plataforma de redes sociais Douyin, o equivalente chinês do TikTok. A legenda traduzida diz que o vídeo mostra viajantes a tentarem sair da Rússia para celebrarem o Ano Novo.

A mesma conta publicou mais vídeos que mostram pessoas a viajar para as celebrações do Ano Novo.

A pessoa por detrás da conta afirma viver na cidade chinesa de Heihe, na fronteira com a cidade russa de Blagoveshchensk, e parece documentar a sua vida a viajar entre a China e a Rússia.

Vídeo torna-se viral após decreto de Putin

O vídeo viral apareceu pela primeira vez nas redes sociais alguns dias depois de o presidente russo Vladimir Putin ter assinado, a 4 de janeiro, um decreto que permite aos estrangeiros que lutam pela Rússia na Ucrânia obter a cidadania russa.

A Rússia atrai estrangeiros de países da Ásia Central, como o Tajiquistão ou o Uzbequistão, que procuram salários mais elevados e a cidadania russa.

Putin já tinha assinado antes dois decretos, acelerando o processo de obtenção de passaporte russo por parte de cidadãos estrangeiros.

Mas o decreto mais recente torna o processo de obtenção da cidadania ainda mais rápido, não podendo o prazo ser superior a um mês, em vez dos anteriores três.

E embora Putin não tenha ameaçado diretamente enviar "todos os imigrantes ilegais" para combater na Ucrânia, há relatos de imigrantes que foram forçados a alistar-se nas forças armadas de Moscovo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

#The Cube: O Hamas criou um sítio Web no qual se gaba de ter massacrado civis israelitas?

Alegações falsas sobre a saúde mental de Biden voltam a inundar as redes sociais

Operação Overload: agentes pró-russos estão a inundar redações com conteúdos falsos para sobrecarregar os jornalistas