EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Jovens gregos de 17 anos podem ir às urnas nas próximas europeias: "A nossa voz pode ser ouvida"

Jovens gregos de 17 anos votam pela primeira vez nas europeias
Jovens gregos de 17 anos votam pela primeira vez nas europeias Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Euronews falou com estudantes gregas para perceber quais os temas que preocupam os jovens que vão votar pela primeira vez nas próximas eleições europeias.

PUBLICIDADE

Nas próximas eleições europeias, entre 6 e 9 de junho, os jovens gregos com mais de 17 anos vão poder votar pela primeira vez. A Euronews falou com alguns estudantes numa escola de Atenas, que garantem que não vão desperdiçar a oportunidade de se fazerem ouvir e fazem questão de ir às urnas no mês que vem.

"É uma óptima oportunidade para nós, para os jovens de 17 anos, com o nosso voto, de remodelar a Europa e de eleger novas pessoas para o Parlamento Europeu, que representarão melhor as nossas ideias, a nossa vontade, ou seja, a Europa que queremos ver no futuro. Estou certamente preocupada com a questão da educação, com o ambiente, que é uma questão controversa que temos de ver com certeza, com a paz nos territórios europeus", diz Simela Mavromati.

Estou certamente preocupada com a questão da educação, com o ambiente, com a paz nos territórios europeus
Simela Mavromati
Estudante

Foteini Katsaroli garante que a escola a ajuda a estar a par das notícias das instituições europeias, mas admite que a internet também é uma fonte de informação. "Obviamente, porque é uma grande parte da minha vida e dos meus colegas", diz à Euronews.

Ilia Kotsali diz que vai votar e não prescinde de fazer ouvir a sua voz, na expectativa de que os candidatos em que acredita consigam fazer a diferença a nível europeu.

Podemos eleger representantes que tenham os mesmos pontos de vista que os nossos e que sejam capazes de levar as nossas ideias para a Europa.
Ilia Kotsali
Estudante

"Sim, claro que vou votar, acredito que não há nenhum jovem que não veja os erros da nossa sociedade. Mas com a oportunidade que nos é dada, a nossa própria voz pode ser ouvida em dimensões europeias. Podemos eleger representantes que tenham os mesmos pontos de vista que os nossos e que sejam capazes de levar as nossas ideias para a Europa. Acredito que a culpa não é tanto da UE como de nós próprios, que não estamos totalmente informados sobre a UE e as eleições europeias em geral. Penso que a maioria dos jovens vê como um fardo ter de ir votar", afirma a estudante.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Violência contra políticos mancha campanha para as eleições europeias na Alemanha

Um muro ao estilo de Trump mas "Made in Europe": direita francesa lança campanha para as europeias

Porque é que é importante votar nas eleições europeias?