EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Ucrânia lança ataques a Sadove e ao aeroporto russo na Ossétia do Norte

Bombeiros em operações de salvamento
Bombeiros em operações de salvamento Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

As forças russas acusam Kiev de ter atacado a cidade ocupada de Sadove, onde se registaram mortos e feridos. Um aeroporto militar russo, na Ossétia do Norte, também foi atacado pela Ucrânia.

PUBLICIDADE

Um ataque ucraniano contra a pequena cidade de Sadove, na região de Kherson, parcialmente ocupada pelos russos, causou a morte de 22 pessoas e 15 outras ficaram feridas. Esta informação foi comunicada pelo governador apoiado por Moscovo, Vladimir Saldo.

A agência noticiosa estatal russa Tass citou Saldo como tendo dito que as forças ucranianas começaram por atacar a cidade com uma bomba guiada de fabrico francês e depois voltaram a atacar com um míssil HIMARS fornecido pelos EUA. Saldo afirmou que as forças ucranianas “efetuaram deliberadamente um ataque repetido para causar mais vítimas” quando “os residentes das casas vizinhas correram para ajudar os feridos”.

Forças de Kiev atacam Luhansk

O governador nomeado pela Rússia da região ucraniana parcialmente ocupada de Luhansk, Leonid Pasechnik, disse no sábado que dois corpos tinham sido recuperados dos escombros na sequência do ataque com mísseis ucranianos à capital regional de Luhansk na sexta-feira. O número de mortos subiu para cinco. Pasechnik disse ainda que 60 pessoas ficaram feridas no ataque. A Ucrânia não comentou nenhum dos ataques.

Kiev antige base aérea militar de onde saem jatos russos para atacar a Ucrânia

A Ucrânia lançou outro ataque com drones em território russo na sexta-feira à noite, anunciou o Ministério da Defesa russo no sábado. Segundo os relatórios, 25 drones foram destruídos sobre as regiões meridionais de Kuban e Astrakhan, a região ocidental de Tula e a península da Crimeia anexada por Moscovo.

No sábado de manhã, fontes governamentais informaram que a defesa aérea abateu pela primeira vez drones ucranianos sobre a região da Ossétia do Norte do Cáucaso do Norte, a cerca de 900 km da linha da frente na região ucraniana parcialmente ocupada de Zaporizhia. O alvo era a base russa de onde descolam os jatos que atacam a Ucrânia.

De acordo com a Força Aérea de Kiev, as defesas aéreas ucranianas abateram nove de 13 drones russos durante a noite sobre a região central ucraniana de Poltava, as regiões sudestes ucranianas de Zaporizhia e Dnipropetrovsk, e a região de Kharkiv no nordeste.

O governador da região de Dnipropetrovsk, Serhiy Lysak, declarou que as suas empresas e edifícios residenciais foram danificados pelo ataque noturno dos drones.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Macron gostaria que negociações de adesão da Ucrânia à UE começassem "até ao final do mês"

Zelensky em Paris: será que Macron vai anunciar o envio de instrutores franceses para a Ucrânia?

Líder da Ossétia do Sul quer unificação com a Rússia