This content is not available in your region

El Salvador adota bitcoin mas aos solavancos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
El Salvador adota bitcoin mas aos solavancos
Direitos de autor  Salvador Melendez/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Foi no meio de vários protestos e solavancos que El Salvador se tornou no primeiro país do mundo a adotar a bitcoin como moeda oficial. A aplicação Chivo, um porta-moedas digital para as transações com a criptomoeda, colapsou perante a procura.

"El Salvador tornou-se numa cobaia. Somos todos uma experiência monetária que só vai prejudicar os mais pobres e desprotegidos", explicava um manifestante na capital, São Salvador. "Não queremos essa moeda, só nos vai trazer problemas. Os pobres que vendem fruta no mercado como é que vão fazer? Não queremos esse dinheiro", apontava uma agricultora.

Somos uma experiência monetária que só vai prejudicar os mais pobres e desprotegidos.
Manifestante em São Salvador

O desaire informático foi sucedido pela queda que chegou aos 9% do valor da bitcoin, situando-se perto dos 47 mil dólares por unidade. Logo saíram em defesa aqueles que fizeram fortuna à conta da moeda digital.

"É como se fosse ouro digital. Serve para guardar dinheiro para períodos difíceis, serve como uma conta-poupança. Até agora, todos os que aderiram têm-se dado muito bem. Acredito que vai continuar a ser assim", salienta Brock Pierce, especialista em criptomoedas.

O governo de El Salvador investiu 21 milhões de dólares em 400 unidades, declarando que a população poderá poupar centenas de milhões, sobretudo com a redução de taxas nas remessas enviadas pelos emigrantes, que representam mais de um quinto do PIB do país.