Itália proíbe telemóveis nas escolas

Itália proíbe telemóveis nas escolas
Itália proíbe telemóveis nas escolas Direitos de autor Planet Labs PBC/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A medida alarga a proibição da utilização não académica destes dispositivos, introduzida em Itália em 2007, mas nem sempre aplicada.

PUBLICIDADE

A utilização de smartphones e tablets vai ser proibida nas salas de aula italianas, mesmo para fins pedagógicos.

A informação foi confirmada pelo ministro da Educação, Giuseppe Valditara, numa entrevista publicada esta quinta-feira no jornal Il Foglio.

A medida, que abrange os jardins-de-infância e as escolas primárias e secundárias, alarga a proibição da utilização não académica destes dispositivos, introduzida em Itália em 2007, mas nem sempre aplicada.

Valditara disse ao jornal que a decisão foi tomada por razões educacionais e porque o uso de smartphones e tablets pode criar tensão entre alunos e professores, levando por vezes a atos de agressão contra o pessoal escolar.

No ano passado, a UNESCO, a agência das Nações Unidas para a educação, cultura e ciência, recomendou que os smartphones fossem banidos das escolas de todo o mundo, alegando que distraem os alunos e têm um impacto negativo nos resultados da aprendizagem.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden diz estar a “considerar” o pedido da Austrália para desistir das acusações contra Assange

Elon Musk investigado no Brasil por desinformação

Justiça britânica adia extradição de Julian Assange e pede garantias aos EUA