Itália quer regular arrendamento de curta duração

Itália quer regular arrendamento de curta duração
Itália quer regular arrendamento de curta duração Direitos de autor Fabio Ferrari/LaPresse
Direitos de autor Fabio Ferrari/LaPresse
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governo justifica proposta com a necessidade de criar alojamento acessível para os habitantes locais

PUBLICIDADE

Os arrendamentos de curta duração são uma realidade incontornável no turismo atual mas são também uma dor de cabeça para os habitantes dos principais destinos turísticos.

Em Itália, o governo prepara uma lei para regular o setor, justificando-se com a falta de alojamento acessível para os locais e com a necessidade de repopular as maiores cidades.

Entre as medidas destacam-se a imposição de um mínimo de duas noites de arrendamento, para promover estadias mais longas, e a criação de um sistema de identificação nacional.

A indústria hoteleira aplaude a regulamentação, os proprietários nem por isso. Um ponto, no entanto, une as duas partes: a necessidade de punir quem opera ilegalmente.

A euronews falou com críticos a apoiantes de medida. Veja o vídeo para saber o que têm a dizer.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aeroporto de Dublin poderá quebrar tradição de 76 anos de bênção de aviões

Comboio noturno liga quatro capitais europeias da Bélgica à Chéquia

Portugal tem um dos melhores passaportes para nómadas digitais