A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Novos concorrentes na aviação comercial

Novos concorrentes na aviação comercial
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os novos aviões de 100 a 130 lugares do segmento executivo são a nova área de concorrência da indústria aeronáutica. Há novos nomes no mercado. A canadiana Bombardier, um dos líderes no segmento executivo e regional, foi ao Festival Aéreo de Farnborough, no Reino Unido, para apresentar o C-Series, um novo modelo de 100 a 150 lugares.

“Os modelos que ocupam este segmento do mercado não mudaram muito em 20, 30, mesmo 40 anos. São aviões antigos que não tiram partido de novas tecnologias. O C-Series pretende mudar isso. Do ponto de vista ambiental são muito mais eficientes”, disse John R. Arnone, Relações Públicas e Imprensa da Bombardier.

Para além da empresa canadiana, outras avançam com novos projectos no segmento executivo. Entre eles contam-se a brasileira Embraer, a chinesa Comac e a Irkut, da Rússia.

Já em fase avançada de desenvolvimento e próximo da data europeia de certificação, o Superjet 100 resulta da colaboração entre o construtor russo Sukhoi e os italianos da Alenia Aeronautica. Este modelo de 100 a 130 lugares conseguiu algumas encomendas durante o festival de Farnborough. Após alguns problemas técnicos, o Superjet 100 está quase pronto para entrega, ainda este ano, a clientes na Rússia e Arménia. Para o ano estão previstas outras entregas em Itália.