EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Quénia: Guerrilheiros Shebab executam 36 trabalhadores não muçulmanos

Quénia: Guerrilheiros Shebab executam 36 trabalhadores não muçulmanos
Direitos de autor 
De  Fernando Peneda com Lusa
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

No Quénia, segundo a Cruz Vermelha e a polícia, homens armados mataram 36 pessoas no nordeste do país. É o mais recente ataque alegadamente

PUBLICIDADE

No Quénia, segundo a Cruz Vermelha e a polícia, homens armados mataram 36 pessoas no nordeste do país. É o mais recente ataque alegadamente realizado por militantes do grupo rebelde Shebab, com ligações à Al-Qaida.

A chacina ocorreu numa pedreira na localidade de Mandera, durante a madrugada. Os trabalhadores foram obrigados a sair das tendas onde dormiam e os que não eram muçulmanos foram executados com um tiro na cabeça.

Mandera fica perto do local onde, no mês passado, islamitas executaram 28 não muçulmanos depois de os terem levado num autocarro.

O presidente Uhuru Kenyatta, que tem sido criticado pela falta de segurança, disse que a segurança também deve ser assumida pelos cidadãos.

A preocupação com a segurança aumentou em junho e julho quando os Shebabs mataram uma centena de pessoas em ataques na região de Lamu na costa queniana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Debandada em evento religioso na Índia mata mais de 100 pessoas

Pelo menos 15 polícias mortos em ataques à mão armada na região russa do Daguestão

Líder do Malawi pede investigação independente à morte do vice-presidente em acidente de aviação