EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

EUA/Cuba: Uma história para o Natal

EUA/Cuba: Uma história para o Natal
Direitos de autor 
De  Fernando Peneda com EFE/Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Quando o espião cubano Gerardo Hernández chegou a Cuba após estar preso nos Estados Unidos durante 16 anos, foi recebido pela mulher grávida. Graças

PUBLICIDADE

Quando o espião cubano Gerardo Hernández chegou a Cuba após estar preso nos Estados Unidos durante 16 anos, foi recebido pela mulher grávida.

Graças à intervenção do senador democrata Patrick Leahy, os Estados Unidos autorizaram Hernández a enviar esperma para que a mulher, Adriana Pérez, fosse inseminada artificialmente.

“Foi uma questão humana. Não tinha nada a ver com as questões políticas dos dois países. Foi simplesmente um valor de família, uma coisa humana.

Sinto-me como o padrinho, em tudo isto. Nunca me encontrei com o marido dela, mas já vi imagens desde que eles se reuniram… A alegria na cara dele, mas especialmente na dela…”, disse o senador.

A autorização surgiu no âmbito do quadro que permitiu o acordo histórico para a normalização das relações diplomáticas entre Washington e Havana, interrompidas em 1961, que também incluiu a libertação de dois agentes do grupo “Os Cinco” que ainda estavam presos nos EUA.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Centenas de cubanos visitam navio de guerra russo

Rússia envia submarino nuclear para Cuba para reavivar diplomacia naval

ONU vota contra embargo norte-americano a Cuba