Última hora
This content is not available in your region

Economia russa dá sinais de recessão

Access to the comments Comentários
De  Euronews com Reuters
Economia russa dá sinais de recessão
Tamanho do texto Aa Aa

A economia russa começa a dar sinais de recessão ao ter contraído 0,5% em novembro, foi a primeira queda no Produto Interno Bruto desde 2009.

O rublo voltou a desvalorizar em relação ao dólar, desta vez quase 7 por cento.

O banco central russo está a recorrer às reservas de divisa estrangeira para defender a moeda.

“O número de atores no mercado de câmbios diminuiu de forma significativa depois da anunciada luta das autoridades contra a especulação. Nesta situação os juros no mercado cambial são determinados por fatores de curto prazo e são muito imprevisíveis. Hoje, por exemplo o rublo flutuou cerca de sete por cento sem quaisquer notícias em contexto”, explica o chefe do departamento do mercado cambial internacional e de divisas do Metalinvestbank.

Para reavivar a economia, o primeiro-ministro Dimitri Medvedev assinou um decreto para a criação de um fundo de capitalização de 14 mil milhões de euros para os bancos do país.

“Penso que o fator da queda do preço do petróleo, o impacto das sanções e todas as implicações, a juntarem-se à incerteza política, as provisões são ainda piores do que as pessoas estarão a recear”, afirma Chris Beauchamp, analista sénior de mercados da IG.

Na última ocasião em que a Rússia sofreu uma crise económico-financeira, em 1998, muitos russos viram as suas poupanças desaparecerem.