A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Papa Francisco condenou "formas desviantes de religião"

Papa Francisco condenou "formas desviantes de religião"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Durante a receção de membros do corpo diplomático acreditado no Vaticano, o papa Francisco condenou “as formas desviantes de religião”, na origem dos atentados de Paris, em que 17 pessoas foram mortas por “jihadistas” em três ataques diferentes, na semana passada.

O Sumo Pontífice pediu aos “dirigentes religiosos, políticos e intelectuais, especialmente muçulmanos” que condenem “qualquer interpretação fundamentalista e extremista da religião, que pretenda justificar” a violência.

Francisco lembrou também os 132 estudantes que morreram em dezembro, numa escola de Peshawar, no noroeste do Paquistão, num ataque de talibãs.

O papa pediu à comunidade internacional que una esforços contra a violência e pela defesa da paz e manifestou a esperança de que os líderes israelitas e palestinianos possam retomar as negociações, para alcançar a paz e “a solução de dois Estados”, com “fronteiras claramente estabelecidas e reconhecidas internacionalmente”.