Fornecimento de gás russo à Ucrânia em risco

Fornecimento de gás russo à Ucrânia em risco
De  Lurdes Duro Pereira com AFP, Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O contrato para o fornecimento de gás russo à Ucrânia deixou de inclui as autoproclamadas repúblicas separatistas no leste do país. Depois de várias

PUBLICIDADE

O contrato para o fornecimento de gás russo à Ucrânia deixou de inclui as autoproclamadas repúblicas separatistas no leste do país.

Depois de várias críticas e acusações, Moscovo diz que afinal já não vai apresentar a Kiev a fatura do gás enviado para as regiões controladas pelos rebeldes pró-russos.

“Estamos prontos para a retirar a questão do fornecimento de gás à região de Donbass das discussões relativas ao contrato entre a Rússia e a Ucrânia. No entanto, e no que diz respeito a Kiev, o pré-pagamento para o próximo mês deve ser feito até ao final desta semana” afirma Sergey Kupriyanov, porta-voz da Gazprom.

Para evitar que o gigante russo Gazprom cumpra a promessa e corte o fornecimento de gás a Kiev está prevista para esta terça-feira uma reunião com responsáveis ucranianos, russos e da Comissão Europeia.

“Este encontro trilateral tem por objetivo discutir a segurança e o fornecimento de gás” refere Anna-Kaisa Itkonen, porta-voz da Comissão Europeia.

A eventual interrupção do fornecimento de gás russo à Ucrânia promete afetar vários países europeus.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia/Ucrânia: guerra do gás volta a ensombrar a Europa

Ucrânia: dois anos de guerra

Dois anos após invasão russa, ucranianos enfrentam situação muito difícil no Donbass