EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Atentado na Tunísia: um "pecado" condenado pela população

Atentado na Tunísia: um "pecado" condenado pela população
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Centenas de tunisinos manifestaram-se na capital, frente ao museu de Bardo, contra o terrorismo. O atentado desta quarta-feira é um dos primeiros a

PUBLICIDADE

Centenas de tunisinos manifestaram-se na capital, frente ao museu de Bardo, contra o terrorismo.

O atentado desta quarta-feira é um dos primeiros a visar civis no país nos últimos anos, abalando o frágil processo de transição após a revolta que derrubou o ex-presidente Ben-Ali.

À saída do museu uma turista francesa afirma:

“Foi uma experiência difícil, não me interessa a nacionalidade dos atacantes, eu adoro a Tunísia e venho aqui muitas vezes”.

Algumas fontes afirmam que três homens que poderiam pertencer ao grupo armado, encontrar-se-iam ainda a monte.

Uma habitante da capital mostra-se revolta contra a situação:

“A cada atentado matam polícias e agora também turistas, é pecado pois são hóspedes no nosso país e não lhes desejamos mal. Faz-me sentir muita pena e sentir-me triste. É um pecado. Que mal é que esta gente nos fez?”.

Esta noite vários países europeus e os Estados Unidos condenaram a ação, prometendo reforçar a cooperação com a Tunísia, no combate ao terrorismo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tunísia limita saída de jovens do país para lutarem na Jihad

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen

Ataque terrorista de Moscovo: tribunal rejeita recurso de um dos suspeitos