EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Tunísia: Demitidos vários responsáveis das forças de segurança

Tunísia: Demitidos vários responsáveis das forças de segurança
Direitos de autor 
De  Fernando Peneda com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O primeiro-ministro da Tunísia, Habib Essid, demitiu esta segunda-feira vários responsáveis das forças de segurança, incluindo os chefes da polícia

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro da Tunísia, Habib Essid, demitiu esta segunda-feira vários responsáveis das forças de segurança, incluindo os chefes da polícia de Tunes e do Museu do Bardo devido a “várias lacunas” na proteção do bairro onde se situa o museu mais prestigiado do país.

O presidente Beji Caid Essebsi admitiu no sábado falhas de segurança que facilitaram o ataque ao museu, que causou a morte a 21 pessoas, na quarta-feira.

Durante uma entrevista televisiva, o Presidente da Tunísia afirmou que um terceiro participante no atentado está em fuga.

“Seguramente eles eram três (…) Dois foram executados, mas há um que permanece em fuga”, declarou o Presidente.

Os dois atacantes mortos pelas forças de segurança tiveram treino militar na Líbia, afirmou o secretário de estado para a Segurança.

A responsabilidade pelo massacre foi reivindicada pelos ‘jihadistas’ do autodenominado Estado Islâmico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen

Ataque terrorista de Moscovo: tribunal rejeita recurso de um dos suspeitos

Polícia trata esfaqueamento de Sydney como "ato terrorista"