Última hora
This content is not available in your region

Guerra na família Le Pen originada por "antissemitismo"

Guerra na família Le Pen originada por "antissemitismo"
Tamanho do texto Aa Aa

Novas afirmações antissemitas e a defesa de um líder francês considerado colaboracionista na II Guerra Mundial por prte de Jean-Marie Le Pen abriram uma guerra familiar do partido francês de extrema-direita Frente Nacional.

A filha de Le Pen e presidente do partido, Marine, reagiu ao afirmar que iria opor-se à candidatura do pai, fundador da força política, nas eleições regionais de dezembro na região de Provence-Alpes-Cote d’Azur. Afirmou que a posição de Jean Marie “não passa de uma política entre a terra queimada e o suicídio político”.

Marine tenta limpar a imagem de antissemitismo da Frente Nacional para poder atacar em força as presidenciais de 2017.

Sondagens indicam que a líder terá boas hipóteses de passar à segunda volta.

Mas até lá ainda faltam dois anos, muita água pode correr pelo moinho da política francesa.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.