Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Burundi: Governo acolhe de "forma positiva" proposta africana para adiar presidenciais

Burundi: Governo acolhe de "forma positiva" proposta africana para adiar presidenciais
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O governo do Burundi poderá adiar as contestadas eleições presidenciais, previstas para esta sexta-feira.

O porta-voz do executivo de Bujumbura afirmou ter acolhido de “forma positiva”, o apelo lançado este domingo pelos líderes dos países da África Oriental, para que o país atrase o sufrágio por, pelo menos, um mês e meio, para permitir a reabertura das negociações com a oposição.

No comunicado final da reunião, na Tanzânia, os responsáveis rejeitam, no entanto, pronunciar-se sobre a legalidade da candidatura a um terceiro mandato do presidente Pierre Nkurunziza.

A oposição afirma-se “dececionada” com a posição dos líderes africanos, quando protesta há mais de um mês e meio contra uma recandidatura apontada como inconstitucional econtrária aos acordos de paz que puseram fim à guerra civil no país.