EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Macedónia em dificuldade face a invasão de migrantes ilegais oriunda da Grécia

Macedónia em dificuldade face a invasão de migrantes ilegais oriunda da Grécia
Direitos de autor 
De  Francisco Marques com MIA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Largas centenas de migrantes ilegais — há quem fale em milhares — conseguiram “furar” este sábado a barreira fronteiriça no sul da Macedónia e rumar

PUBLICIDADE

Largas centenas de migrantes ilegais — há quem fale em milhares — conseguiram “furar” este sábado a barreira fronteiriça no sul da Macedónia e rumar à cidade de Gevgelija, onde esperam conseguir apanhar um comboio que os leve rumo ao norte da Europa, via Sérvia. A fronteira desta antiga república jugoslava com a Grécia voltou a ser palco de confrontos entre as autoridades e clandestinos.

#Macedonia Hundreds of migrants broke through the police lines at the border near Gevgelija – http://t.co/Fdus5O94mDpic.twitter.com/lalyM3jSdq

— Macedonian News (@MIA_NEWS_en) 22 agosto 2015

As forças da ordem macedónias, que inclui militares e grupos antimotim mobilizados desde sexta-feira, tentaram controlar a passagem de migrantes a conta-gotas. A prioridade está a ser dada aos grupos mais vulneráveis depois de, na quinta-feira, o governo ter decidido encerrar a fronteira com a Grécia e, no dia seguinte, após pressão nomeadamente das Nações Unidas, ter afrouxado a medida, em especial para mulheres e crianças.

O Ministério do Interior da Macedónia anunciou, entretanto, na página oficial na internet, que, entre as 20 horas de sexta-feira e as 08 horas da manhã deste sábado, emitiu certificados de entrada no país “para um total de 826 cidadãos estrangeiros, dos quais 649 do sexo masculino e 152 do sexo feminino”.

Pelo menos 163 crianças cruzaram a fronteira acompanhando o titular de um certificado e outras 25 crianças, que estarão a viajar sozinhas, entraram na Macedónia sem o acompanhamento de qualquer adulto.

2 mil migrantes estão bloqueados entre Grécia e Macedônia http://t.co/C76LFApwvDpic.twitter.com/DlnKTZKEUj

— G1 (g1) <a href="https://twitter.com/g1/status/635106023490064384">22 agosto 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Este sábado, no entanto, os migrantes continuaram a avolumar-se aos milhares junto da barreira de segurança macedónia oriundos do território grego. Os agentes de controlo fronteiriço acabaram por ser poucos para tanta gente e nem mesmo com o recurso a granadas de fumo conseguiram repelir a invasão de migrantes.</p>A Macedónia, entretanto, de acordo com a agência de notícias local, acusou a Grécia de ter desistido de controlar a fronteira. Um correspondente em Gevgelija, da MIA ("Macedonian Information Agency": agência de informação macedónia), relatou que continuam a chegar ao lado grego da fronteira autocarros transportando mais clandestinos.</p>Ivo Kotevski, o porta-voz do ministro do Interior macedónio, lamentou que nem a União Europeia nem qualquer outro país da Europa tenha ainda oferecido ajuda à Macedónia para lidar com a migração ilegal oriunda da Grécia, acolhendo, por exemplo alguns dos clandestinos.</p>O representante do Ministério do Interior anunciou ainda a decisão de a Macedónia voltar a fechar a fronteira a qualquer movimento descontrolado de pessoas e que apenas voltará a permitir a entrada no país de grupos de migrantes quando houver um transporte disponível para eles em Gevgelija. A prioridade continua a ser dada aos refugiados mais vulneráveis.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt"align="center"><p lang="en" dir="ltr">Refugee crowds at <a href="https://twitter.com/hashtag/Macedonia?src=hash">#Macedonia</a> border:cold night spent in open fields w/ no access to food&amp;water.<a href="http://t.co/W2aexS5kN5">http://t.co/W2aexS5kN5</a> <a href="http://t.co/XOsFWmPApJ">pic.twitter.com/XOsFWmPApJ</a></p>&mdash; UNHCR Central Europe (RefugeesCE) 22 agosto 2015

“Estamos sozinhos no controlo da fronteira. Já anunciámos que vamos continuar a permitir seletivamente um número limitado de migrantes ilegais de cruzar a fronteira, em números que nos permitam humanamente dar assistência e ser depois trazidos para o nosso lado da fronteira”, afirmou Kotevski.

Foreign Minister Poposki says #Macedonia has received only token EU assistance in the refugee crisis so far – http://t.co/2GMb3Jg20g

— Macedonian News (@MIA_NEWS_en) 22 agosto 2015

As ligações ferroviárias a partir de Gevgelija para Tabanovce, no norte da Macedónia, prosseguirem este sábado, repletas de migrantes. A MIA dá conta de um comboio que chegou a Tabanovce pelas 15 horas locais com cerca de 600 refugiados do Médio Oriente e do norte de África. Muitos deles, eram famílias com crianças pequenas.

O correspondente local da agência macedónia relata que muitos destes migrantes chegados a Tabanovce colocaram-se de pronto a caminho, para norte, rumo à Sérvia. O objetivo de muitos deles será chegar a países como a Alemanha, o Reino Unido ou a Suécia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chanceler austríaco saúda Sunak pelo plano de deportação para o Ruanda

Eleições europeias: O que é que os eleitores querem e o que é que os candidatos prometem?

Canárias recebem dezenas de migrantes por dia e já duplicaram centros de acolhimento