EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Desculpas de Winterkorn não dissipam fumo na Volkswagen

Desculpas de Winterkorn não dissipam fumo na Volkswagen
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades norte-americanas preparam-se para realizar novos testes a veículos de subsidiárias da construtora alemã Volkswagen. Depois da

PUBLICIDADE

As autoridades norte-americanas preparam-se para realizar novos testes a veículos de subsidiárias da construtora alemã Volkswagen.

Depois da descoberta de que a empresa teria manipulado os dados sobre as emissões poluentes dos seus veículos a gasóleo, os investigadores vão agora analisar a poluição produzida por motores de seis cilindros da Porsche e da Audi.

O patrão do grupo, Martin Winterkorn, apresentou esta terça-feira as suas desculpas, antes da reunião do conselho de supervisão da companhia, esta quarta-feira.

O analista Jack Nerad, rejeita especular sobre a possível demissão de Winterkorn, “penso que os consumidores americanos querem saber antes de mais o que vai acontecer aos seus carros e se vão poder receber compensações pelo problema, estes são temas mais urgentes”.

A Volkswagen enfrenta um possível processo nos tribunais dos EUA por fraude, depois de ter admitido ter manipulado um programa informático, de forma a ocultar níveis de poluição 40 vezes superiores às normas ambientais nos Estados Unidos.

A empresa admitiu que o dispositivo que permite contornar os controlos de poluição em laboratório teria sido igualmente instalado nas viaturas a gasóleo das 12 marcas da construtora.

Uma situação que agrava a desconfiança dos mercados financeiros, quando a ação da Volkswagen registou uma queda de 35% nos últimos dois dias.

O problema afetaria cerca de 11 milhões de viaturas a gasóleo da marca, o equivalente ao número total de carros vendido anualmente pela Volkswagen.

Segundo as autoridades norte-americanas, a empresa teria sido alertada para a situação já no ano passado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente executivo da Volkswagen demite-se

O jogo sujo da Volkswagen

Hora do crepúsculo para o Pacto Ecológico Europeu?