EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Contagem decrescente para as eleições catalãs

Contagem decrescente para as eleições catalãs
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Contagem decrescente para as eleições catalãs e para o eventual início de um plano de independência da Catalunha. A coligação ‘junts pel si’ lidera

PUBLICIDADE

Contagem decrescente para as eleições catalãs e para o eventual início de um plano de independência da Catalunha.

A coligação ‘junts pel si’ lidera as sondagens e poderá vencer mas por uma vantagem mínima.

No entanto, o controlo do parlamento regional pode iniciar um roteiro de 18 meses para a independência.

“A independência não é o objetivo ou o fim. A independência ou ter o nosso estado é a ferramenta que precisamos para resolver todos os outros problemas”, afirmou Artur Mas candidato e presidente cessante do governo regional.

Mas do lado do não está o Partido Popular do primeiro-ministro Mariano Rajoy. Xavier Garcia Albiol é o cabeça de lista nestas eleições.

“Esta bandeira representa-nos a todos. A bandeira catalã e a bandeira espanhola com um coração ao centro.
É isto que nos faz orgulhosos”, declarou num comício.

Mas cabe o povo decidir o que pretende.

“Espero que seja o ‘sim’ a vencer. Especialmente porque penso que isso dará poder suficiente para um primeiro passo para construir um estado mais justo e os recursos para erguer um país mais social”, afirma um eleitor.

Uma mulher é contra a independência e afirma “os catalães e os espanhóis são a mesma coisa. Se há algo que precisa ser melhorado. Então vamos fazer isso juntos”, declarou.

As eleições estão agendadas para o próximo domingo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Eleições na Catalunha: tudo o que precisa saber

Espanha: Sánchez quer que a comunidade internacional "exerça mais pressão" sobre Israel

O Supremo Tribunal mantém o mandado de captura de Puigdemont após a publicação da lei da amnistia