Morreu Henning Mankell, escritor sueco e diretor do Teatro Avenida em Moçambique

Morreu Henning Mankell, escritor sueco e diretor do Teatro Avenida em Moçambique
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Morreu Henning Mankell, o escritor sueco que deu vida ao “comissário Kurt Wallander” e que dirigiu durante vários anos o teatro Avenida, em Maputo

PUBLICIDADE

Morreu Henning Mankell, o escritor sueco que deu vida ao “comissário Kurt Wallander” e que dirigiu durante vários anos o teatro Avenida, em Maputo, Moçambique.

No ano passado, Mankell revelou estar a lutar contra um cancro de que sofria há quase dois anos. Na página oficial na internet, lê-se que o escritor morreu na manhã desta segunda-feira, 5 de outubro, em Gotemburgo, Suécia.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> Posted by Henning Mankell on�Segunda-feira, 5 de Outubro de 2015

Descrito como um dos maiores autores suecos dos últimos anos, Mankell escreveu mais de 40 romances e variadas peças de teatro. A obra mais famosa de Hankell é a série de aventuras do “comissário Kurt Wallander”, que se prolongou por 11 livros e deu origem a filmes e séries de televisão, incluindo na BBC, onde o “comissário” foi protagonizado por Kenneth Branagh.

Traduzido em mais de 40 idiomas, incluindo, claro, português, Mankell já vendeu mais 40 milhões de livros em todo o Mundo. Deixa viúva Eva Bergman, a filha de Ingmar Bergman, e um o filho, Jon Mankell.

Henning Mankell tinha 67 anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Russo que enfrenta deportação da Suécia receia ser chamado para a guerra

Incêndio destrói atrações de um parque aquático na Suécia

Forças Armadas suecas vão ajudar polícia na luta contra onda de criminalidade sem precedentes