A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Refugiados: Eslovénia pede reforço policial europeu

Refugiados: Eslovénia pede reforço policial europeu
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Sem mãos a medir face à avalanche de refugiados, a Eslovénia anunciou que vai pedir de forças de segurança à União Europeia.

O objetivo é enviar reforços para a fronteira com a Croácia para controlar o afluxo de refugiados, a maior parte oriundo da Síria.

Cerca de 20 mil migrantes entraram no país desde sexta-feira, altura em que a Hungria decidiu fechar a fronteira com o país Schengen vizinho.

O exército vai também ser mobilizado.

As decisões surgiram depois de uma reunião de emergência do executivo em Ljubliana.

O primeiro-ministro Miro Cerar alertou para a impossibilidade de acolher esta quantidade de pessoas se a Áustria continuar a limitar a entrada do seu lado.

De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), 12 mil migrantes encontram-se por esta altura na Sérvia. 2500 estarão bloqueados na terra de ninguém entre a Croácia e a Eslovénia.

O rio de refugiados não deverá parar tão cedo.