Sonda espacial Rosetta deteta oxigénio em cometa

Sonda espacial Rosetta deteta oxigénio em cometa
De  Euronews com ESA, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma equipa internacional composta por cientistas de várias universidades anunciou a deteção de oxigénio em quantidades consideráveis na atmosfera do

PUBLICIDADE

Uma equipa internacional composta por cientistas de várias universidades anunciou a deteção de oxigénio em quantidades consideráveis na atmosfera do cometa 67P.

Segundo os cientistas, trata-se de uma descoberta surpreendente que poderá levar à mudança das teorias sobre a formação do sistema solar.

Trata-se da primeira vez que é detetado oxigénio num cometa, uma descoberta inédita, de acordo Kathrin Altwegg da Universidade de Berna na Suíça.

A descoberta deveu-se ao espetrómetro Rosina, um dos principais instrumentos a bordo da sonda Rosetta que desde o ano passado tem vindo a medir os gases presentes no cometa.

Os cientistas adiantam que o oxigénio poderá estar contido dentro de grãos de gelo podendo inclusivé ser anterior à formação do nosso sistema solar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sonda Juice da ESA foi lançada com sucesso

Depois do cancelamento na semana passada, nave espacial russa descola do Cazaquistão

Lançamento da Soyuz abortado a segundos da descolagem