A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Sonda espacial Rosetta deteta oxigénio em cometa

Sonda espacial Rosetta deteta oxigénio em cometa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma equipa internacional composta por cientistas de várias universidades anunciou a deteção de oxigénio em quantidades consideráveis na atmosfera do cometa 67P.

"Vai ser necessário modificar os modelos existentes sobre a formação do sistema solar" - André Bieler, Universidade de Michigan, EUA

Segundo os cientistas, trata-se de uma descoberta surpreendente que poderá levar à mudança das teorias sobre a formação do sistema solar.

Trata-se da primeira vez que é detetado oxigénio num cometa, uma descoberta inédita, de acordo Kathrin Altwegg da Universidade de Berna na Suíça.

A descoberta deveu-se ao espetrómetro Rosina, um dos principais instrumentos a bordo da sonda Rosetta que desde o ano passado tem vindo a medir os gases presentes no cometa.

Os cientistas adiantam que o oxigénio poderá estar contido dentro de grãos de gelo podendo inclusivé ser anterior à formação do nosso sistema solar.