Última hora
This content is not available in your region

Rússia impõe novo corte de 10 por cento na despesa federal

Rússia impõe novo corte de 10 por cento na despesa federal
Tamanho do texto Aa Aa

A forte queda do preço do petróleo (cerca de 30 dólares/ barril) levou a Rússia a decretar um corte na despesa federal na ordem dos 10 por cento. O orçamento federal aprovado em outubro previa uma despesa na ordem dos 15,8 biliões de rublos em 2016, mas face a uma média de preço de 50 dólares por barril de petróleo.

(Pelo segundo ano consecutivo, a Rússia vai tirar do seu orçamento cerca de 10 por cento)

A medida já havia sido imposta no ano passado, junto de alguns departamentos do Governo, e volta agora a repetir-se. Aprovados em meados de dezembro, mas ainda dependentes das propostas dos vários departamentos, os cortes não deverão incluir, porém, as pensões e os salários dos funcionários públicos russos, revelaram fontes do Kremlin à Reuters.

Na segunda-feira, a Roscosmos, a agência espacial russa, já havia admitido, por exemplo, um corte de 30 mil milhões de rublos (363 milhões de euros) na assistência à ISS, a Estação Espacial Internacional, através do Programa Espacial Federal.

Rússia corta despesas na assistência à ISS em 400 milhões de dólares)

É esperado que os cortes estatais a serem decididos a 15 de janeiro permitam à Rússia poupar cerca de 700 mil milhões de rublos – cerca de 8,5 mil milhões de euros.

(O impacto das sanções na Rússia será de longo prazo, adiantam os Estados Unidos)
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.