Última hora

Última hora

Eurodeputado expulso de sessão do Parlamento Europeu por comentários xenófobos

Em leitura:

Eurodeputado expulso de sessão do Parlamento Europeu por comentários xenófobos

Eurodeputado expulso de sessão do Parlamento Europeu por comentários xenófobos
Tamanho do texto Aa Aa

Confrontado com um comentário xenófobo de Eleftherios Synadinos, o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, passou à ação e expulsou, esta quarta-feira, do hemiciclo, o eurodeputado do partido grego de extrema-direita Aurora Dourada.

O episódio aconteceu durante um debate sobre o acordo de princípio entre a União Europeia e a Turquia para estancar o fluxo migratório.

Martin Schulz explicou a decisão: “Gostaria de citar a frase que não me parece aceitável e que deve ser objeto de sanções. É uma frase do eurodeputado Eleftherios Synadinos no debate sobre a cimeira União Europeia-Turquia. Passo a citar: ‘Como muitos cientistas têm dito, os turcos são bárbaros, sujos, mentirosos. Os turcos são como cães selvagens quando estão a jogo, mas quando devem lutar contra o inimigo fogem. A firmeza e o punho são a única forma de reagir aos trucos.’ Esta frase, senhoras e senhores, representa, de acordo com o artigo 165 dos nossos estatutos, uma violação dos nossos princípios e valores. Decidi, por isso, tomar uma medida imediata. Sublinho que é uma decisão de princípio que tomei porque há cada vez mais pessoas que tentam cruzar as linhas vermelhas para tornar o racismo aceitável. Disse claramente que não aceito isso.”

O eurodeputado reagiu à decisão de Martin Schulz, mas depois do presidente do Parlamento Europeu ameaçar chamar a segurança para o expulsar, Eleftherios Synadinos acabou por abandonar o hemiciclo.