EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Refugiados revoltados com acordo EU-Turquia

Refugiados revoltados com acordo EU-Turquia
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira com Reuters, Expresso
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em breve, os turcos poderão viajar para a zona Schengen sem visto.

PUBLICIDADE

No campo de refugiados de Idomeni, na Grécia, junto à fronteira com a Antiga República Jugoslava da Macedónia, o sentimento é de cólera. Tudo porque os cidadãos da Turquia vão em breve poder viajar sem visto para a zona Schengen, mediante algumas condições, enquanto a maior parte dos migrantes vai ficar retida na Turquia, mediante o acordo com a União Europeia: “Estamos entre a espada e a parede. Estamos a fugir de uma guerra. Os turcos vão poder viajar livremente pela Europa, enquanto nós estamos presos aqui”, diz um refugiado sírio.

Diz outro refugiado: “Hoje, os europeus pagam-lhes para fechar as fronteiras. Mantêm o acordo, mas deixam as pessoas entrar, através dos passadores. A Europa não beneficia com isso, quem beneficia é a Turquia”.

A isenção de vistos para os turcos que queiram viajar para a União Europeia vai ainda ser debatida pelo Parlamento Europeu e só vai ser aplicada aos detentores de passaportes biométricos, que a Turquia começa a emitir no final deste ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comissão Europeia aprova isenção de vistos para cidadãos turcos

Renew Europe pode sofrer uma perda brutal de deputados nas eleições europeias

Irlanda reconhece Palestina para "manter viva a esperança", diz primeiro-ministro irlandês