Índia autoriza regresso de fuzileiro italiano

Índia autoriza regresso de fuzileiro italiano
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A justiça indiana autorizou o fuzileiro naval italiano Salvatore Girone a deixar o país e regressar a casa.

PUBLICIDADE

A justiça indiana autorizou o fuzileiro naval italiano Salvatore Girone a deixar o país e regressar a casa. Mas o caso que data de 2012 não fica concluído. Girone e um companheiro de armas são acusados de matar dois pescadores no quadro de uma missão antipirataria no oceano Índico.

O supremo tribunal indiano estabeleceu as condições em que o acusado pode regressar a casa.

“Primeiro vai ter de entregar o passaporte quando chegar a Itália – explica o advogado do fuzileiro, e terá de se apresentar uma vez por mês a uma esquadra da polícia. Em seguida será enviado um relatório à embaixada da Índia.”

O outro fuzileiro, Massimiliano Latorre, foi repatriado em 2014 por motivos de saúde.

A questão que opõe os dois países prende-se com a jurisdição onde os militares devem ser julgados. A Índia clama que o incidente ocorreu nas suas águas, enquanto Itália afirma que aconteceu em águas internacionais. Um tribunal arbitral da ONU está a apreciar o caso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Greve em Itália após explosão mortal em central hidroelétrica

Processo de António Costa desce do Supremo para o DCIAP

Bolonha: explosão em central hidroelétrica da bacia de Suviana faz três mortos e quatro desaparecido