Última hora

França: Greves por causa de reforma da legislação laboral geram tensão entre sindicatos

França: Greves por causa de reforma da legislação laboral geram tensão entre sindicatos
Tamanho do texto Aa Aa

Com a reforma da lei do trabalho como pano de fundo, em Fougères, no norte de França, comerciantes e patrões de Micro, Pequenas e Médias Empresas vaiaram, esta terça-feira, o líder da Central Geral dos Trabalhadores (CGT). Aproveitaram a visita de Philippe Martinez à cidade para manifestar o descontentamento com as ações da central sindical.

Na mesma linha, o líder da organização do patronato MEDEF também criticou a CGT. Em declarações ao jornal “Le Monde”, Pierre Gattaz comparou os grevistas a “terroristas.” Philippe Martinez decidiu avançar com uma queixa por difamação.

“Quando existe tanto ódio contra uma organização sindical, quando se desenvolve este ambiente, Pierre Gattaz, com algumas coisas que disse, também é responsável, porque falar de terrorismo num país que viveu o que viveu é absolutamente escandaloso”, denunciou o líder da CGT, Philippe Martinez.

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, sublinhou que os comentários de Pierre Gattaz não são aceitáveis à semelhança dos bloqueios promovidos pela CGT.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.