This content is not available in your region

EUA utilizou 400 milhões de dólares para pressionar Teerão

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
EUA utilizou 400 milhões de dólares para pressionar Teerão

Washington reconhece que só enviou os 400 milhões de dólares para Teerão depois de ver libertados os cinco reféns norte-americanos, mas nega que a verba tenha servido para pagar o resgate.

Em conferência de imprensa, o porta-voz do Departamento do Estado, John Kirby, disse que se tratou de uma estratégia para pressionar Teerão.

“Os eventos precipitaram-se e quando se está nisso 24 horas por dia e já existem preocupações sobre como conseguir retirar os norte-americanos do país, seria irresponsável não tentar manter o máximo de influência“refere o porta-voz do Departamento do Estado, John Kirby

O dinheiro foi enviado ao Irão em janeiro, altura em que os quatro norte-americanos foram libertados. Um outro cidadão – um jovem estudante – acabou por se juntar ao grupo no regresso a casa.

O candidato republicano na corrida à Casa Branca já reagiu.

“O Presidente norte-americano mentiu sobre os 400 milhões de dólares em dinheiro que voaram para o Irão. Obama mentiu sobre os reféns aberta e descaradamente “ defende Donald Trump.

Os Estados Unidos insistem que os cerca de 359 milhões de euros pertenciam ao Irão antes da revolução islâmica e que foram agora devolvidos.