EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Merkel diz que Brexit pode ser sinónimo de rutura

Merkel diz que Brexit pode ser sinónimo de rutura
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A saída do Reino Unido da União Europeia pode representar um ponto de rutura para o bloco comunitário.

PUBLICIDADE

A saída do Reino Unido da União Europeia pode representar um ponto de rutura para o bloco comunitário. Palavras da chanceler alemã no final do encontro, em Varsóvia, com os chefes de Governo dos países do Grupo de Visegrado: Hungria, Polónia, Eslováquia e Republica Checa.

A reunião ocorre a cerca de três semanas do encontro informal de líderes europeus, na capital eslovaca.

“Estou muito contente pelo facto do próximo Conselho Europeu decorrer na cidade de Bratislava porque os encontros em Bruxelas têm-se traduzido numa oportunidade perdida para ver a vida como ela realmente é e, por vezes, falta-nos esse contacto com a verdadeira Europa” refere Angela Merkel.

O futuro da União Europeia vai dominar a Cimeira Europeia de Bratislava agendada para 16 de setembro. O Brexit, o terrorismo e a crise dos refugiados são alguns dos temas em cima da mesa. A Hungria diz que é importante definir as prioridades.

“A nossa primeira proposta passa manter a atual política económica europeia assente no rigor, na estabilidade e nas reformas estruturais. Mas gostaríamos de dar prioridade à defesa. Devíamos ter um exército europeu” defende o chefe de governo húngaro, Viktor Órban.

A (in)segurança preocupa, mas não surpreende o Governo Húngaro. O primeiro-ministro, Viktor Órban, que diz que o que está a acontecer na União Europeia é fruto da inação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Euro 2024: França sem Mbappé empata a zero com os Países Baixos

Maximilian Krah expulso: AfD nomeia novo chefe da delegação do Parlamento Europeu

"Eu perdoo-o": Robert Fico diz que não sente "nenhum ódio" pelo seu agressor