EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Britânicos manifestam-se contra Brexit

Britânicos manifestam-se contra Brexit
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cerca de 2.

PUBLICIDADE

Cerca de 2.000 manifestantes marcharam este sábado em Londres, entre Hyde Park e os arredores do parlamento de Westminster contra o Brexit. Pedem a anulação do resultado do referendo de 23 de junho em que 52% dos britânicos votaram pela saída do Reino Unido da União Eurpeia.

Fabien Riggal, um dos organizadores desta “Marcha pela Europa” explicou que “este é um movimento nacional. Foram organizadas marchas semelhantes noutras seis cidades. Estas pessoas estão aqui a representar milhões de outras. As pessoas perderam a confiança e talvez tenham deixado de acreditar no sistema político. Não acreditam que as coisas possam mudar. Nós acreditamos que podem mudar, que o povo tem direito a ter uma palavra a dizer sobre o que vai acontecer na Europa”.

Ben Fairbairn é académico e acredita que “existem todos os tipos de canais para resistir à saída, seja pela Câmara dos Lordes, seja através de mudanças consitucionais, mudanças legais ou através da União Europeia. Até um segundo referendo, nunca se sabe. Se não fizermos nada fazemos com que nos tirem da União Europeia da pior forma”.

EU migrants are not bargaining chips. Protect their rights! #marchforeurope#fightagainstbrexitpic.twitter.com/6W4mqXnMqi

— Fight against Brexit (@Brexit_Thetruth) 3 de setembro de 2016

As manifestações nas várias cidades do Reino Unido ocorreram antes do debate marcado para segunda-feira no parlamento sobre uma petição on-line para pedir a realização de um segundo referendo, petição que já recolheu mais de quatro milhões de assinaturas.

Entretanto, a primeira-ministra, Theresa May já garantiu que “não haveria um segundo referendo” e que vai implementar o Brexit, mesmo ainda não tendo avançado com datas.

Recorde-se que o Reino Unido tem dois anos para iniciar o processo de saída da União Europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Afinal, Nigel Farage vai concorrer às eleições no Reino Unido

Unionistas terminam bloqueio: parlamento da Irlanda do Norte pode retomar atividade no fim de semana

Batalha legal contra as "prisões" temporárias de requerentes de asilo em Inglaterra