Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Rússia vai votar Putin nas eleições para o parlamento

Rússia vai votar Putin nas eleições para o parlamento
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia regressa ás urnas este domingo num sufrágio que, longe de renovar o parlamento, deverá confirmar a maioria do partido Rússia Unida de Vladimir Putin.

Quatro anos após as denúncias de fraude no anterior sufrágio e face a uma oposição liberal ausente, a campanha eleitoral foi marcada pelo encerrramento do único instituto de sondagens independente do país – o instituto Levada – suspenso por alegadamente receber financiamento estrangeiro.

Nas suas últimas sondagens, o Instituto Levada apontava para uma quebra no voto no partido oficial, para lá de um estudo que apontava para que um quarto dos eleitores estaria disposto a vender o seu voto por até 70 dólares.

Oficialmente, no entanto, a recessão económica acentuada pelas sanções internacionais e a quebra do preço do petróleo, não parecem abalar a popularidade de Putin, num pico de 80%.

O patriotismo exarcebado inflamado pelo presidente, a anexação da Crimeia e o papel de Moscovo no conflito sírio, deverão continuar a garantir ao partido oficial uma larga maioria no parlamento.

Segundo a ONG russa de defesa dos direitos humanos Golos, “a campanha eleitoral foi a menos ativa dos últimos dez anos”.