Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Jordânia: FAI pode obter 20 assentos parlamentares

Jordânia: FAI pode obter 20 assentos parlamentares
Tamanho do texto Aa Aa

Os jordanos escolhem, esta terça-feira, o novo Parlamento. Um escrutínio marcado pelo regresso da FAI – Frente de Ação Islâmica – braço político da Irmandade Muçulmana na Jordânia, a principal força da oposição.

Cerca de quatro milhões de eleitores são chamados às urnas. Em jogo estão 130 assentos parlamentares disputados por cerca de 1.200 candidatos, a maioria homens.

Os analistas não preveem grandes alterações na composição do futuro Parlamento dominado por empresários e por representantes das tribos leais à monarquia.

O braço político da Irmandade Muçulmana que reclamava uma reforma do sistema eleitoral boicotou as eleições em 2010 e 2013. As últimas sondagens revelam que pode, agora, conquistar 20 assentos parlamentares.

“As questões económica e social são algumas das mais importantes. Também, queremos acabar com os casos de corrupção e com os privilégios patentes em alguns departamentos do Estado que são incapazes de resolver os problemas do país” refere o candidato da FAI, Murad Adayleh.

De acordo com os números oficiais, a taxa de desemprego na Jordânia ronda os 14 por cento, mas fontes independente admitem que possa chegar aos 30 por cento.

O país que integra a coligação internacional liderada pelos Estados Unidos contra os radicais do Estado Islâmico, reforçou as medidas de segurança para garantir que o escrutínio desta terça-feira decorre sem sobressaltos.